Animais fumantes passivos: riscos e consequências

Nossa equipe é composta por veterinários, etólogos e especialistas em saúde animal.

O dia 31 de maio é o Dia Mundial Sem Tabaco, uma iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) para sensibilizar os fumantes sobre os riscos do tabagismo para si e para aqueles que os rodeiam.

Mas os efeitos do tabaco afectam não só a pessoas, mas também a cães e gatos, que se tornam fumantes passivos sem pretender.

Um estudo realizado pela Universidade do Estado do Colorado, nos Estados Unidos, analisou a relação entre as casas onde há fumadores e o câncer nasal em cães. A hipótese de que a exposição ao fumo do tabaco aumenta o risco de câncer em cães foi deste jeito validada. No caso de cães com focinho alongado (golden retriever, pastor alemão), os resultados mostraram que aumenta o risco de câncer nasal, no entanto que** os cães de focinho curto são mais propensos a sofrer de câncer do pulmão **(Boxer, Bulldog).

Os gatos são os mais vulneráveis.

No caso dos gatos,** os riscos de ter câncer aumentar consideravelmente.**

Pesquisadores da Universidade de Tufts, nos Estados Unidos, descobriram que os gatos que vivem com fumantes têm duas vezes mais probabilidade do que outros gatos de sofrer de um tipo letal de câncer, conhecido como linfoma felino.

Outro estudo da Universidade de Minesotta, também em Estados Unidos, mostrou que os gatos que vivem em famílias com fumadores têm níveis muito elevados de nicotina na urina, mais que o duplo do que aqueles que não vivem com fumantes.

Envenenamento por nicotina

Infelizmente, inalar o fumo de rapé não é o único risco ao que é submetido um bichinho que vive em uma casa de fumantes. Pode acontecer também (e é mais comum do que deveria) que o animal coma um cigarro, beba água contaminada, ou engola um chiclete ou o adesivo de nicotina. Isso pode ser fatal.

Alguns sinais de que seu animal de estimação tem sido envenenado são:

  • Tremores ou convulsões

  • Salivação excessiva

  • Vômitos e diarréia

Nesses casos, é importante levá-lo ao veterinário o mais rapidamente possível.